quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Vida

(escultura de Ricardo Kersting)

Gostava que o tempo nos visse passar juntos...

Talvez seja esse o segredo, para que a vida se manifeste e não cesse de vez,
nas mãos de quem pensa que morrer é um ponto certeiro, e não o sabe dianteiro nas novas movimentações da alma….

1 comentário:

Eduarda disse...

Dolores,

Primeiro uma escultura que me deixou queda.

depois um poema que me arrepiou de beleza.

O amor além do tempo.

bj