quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Este é Um Momento

Foto de grENDel in www.Olhares. com


Avisto ao longe a desgraça
O mundo resvala contra a corrente
Só resta a luz …
Solta-se das varandas e das janelas
Abertas para o mar
Dançam-se músicas palacianas
Avançam orquídeas em direcção ao sol

Espraiam-se pelas encostas
As noites e os dias
Do céu chovem pétalas fugitivas
E os oceanos vestem-se de branco
Rituais que se confundem
Com o abismo sem o verde do mar

Este é um momento
Que me escorre pela pele
Borrifa-me os sentidos
Transporta-me para lá da vida
E os poros aspiram o desejo
Que se deita no ventre do universo

4 comentários:

Delfim Peixoto disse...

Lindo... apaixonante e sensual
Jnhs

blue violin disse...

Gosto cada vez mais do que escreves. Abandonaste um pouco as rimas (odeio) e escreves na forma livre em versos brancos ou soltos.
Dá mais lirismo, cor e sensualidade.
O resultado está patente neste belo e ímpar poema!

Nas ondas do mar, o som de um violino.

Beijo

Delfim Peixoto disse...

"Onde estou eu???"
Bom FDS

Sophie Gaarder disse...

Olá Dolores,

parabéns pelo merecido prémio e um muito obrigada pela distinção
quanto ao poema, bom como sempre… gosto de me ler nos teus versos

Um beijo