quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Porque te Prometi

Prometi-te um poema
Em versos simples
E singelos…
Singeleza rima com tristeza
Será esta palavra gasta
No meu vocabulário de hoje
*
Só porque te prometi...
Um poema que versasse
Alegria num sorriso aberto
Um céu que brilhasse
Na abertura do tempo
O nosso tempo
Enquanto longe
Mas tão perto
*
Ai como te sinto
Nascente e poente
Crescente, rima com enchente
Assim, te bebo do olhar
Saciando esta sede
De adormecer
Num sorriso teu...
*
Um afago amanhece…solto
E é no descanso da noite
Que meus olhos são
Um mar fatigado
E é no teu rosto
Que recai uma lágrima
À espera de um colo sagrado

2 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Uma promessa cumprida lindamente!
beijo

Luis F disse...

E prometeste muito bem... mais um poema que é um encanto e que merece ser declamado bem alto, para que todos o oiçam...

Adorei como sempre

Com amizade
Luis