quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Gestos



tudo o que faço

para remissão

dos meus pecados

são migalhas

nas mãos dos pobres


remeto-me ao silêncio
mas nem sempre
atinjo o estado de vigília
que me faça entrar
no círculo traçado
pelo tempo

sou talvez uma nova teoria
de mãos estendidas
a saber-se dona
de todos os gestos
que o silêncio engole

1 comentário:

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes ficamos presas entre o gesto e o tempo.
Adorei como sempre ler-te.


Um beijinho com carinho
Sonhadora