terça-feira, 8 de setembro de 2009

Gaia a Terra Viva (P/Conchinha)

(Foto de minha autoria)
*
Gaia, a terra viva
Que me vê nascer e morrer
E talvez ascender…
Acolhe-me
No seu ventre materno
Por maternal ser...

Sublime e bela
Intensa nos momentos
Em que viver
É crer e poder


Suave adorno
Que me faz querer
Ser brisa amena
Eterno acontecer

4 comentários:

O mar me encanta completamente... disse...

Destaco :
"Suave adorno
Que me faz querer
Ser brisa amena
Eterno acontecer"

Num desejo incontido de evasão
e de um momento de recolha no eu.

Beijinhos

Glória

Angela Ladeiro disse...

Linda foto. Onde é? Claro que é acompanhada de igualmente belo poema. Um beijo

Voz do Silêncio disse...

Um encanto à minha alma, este poema. assim como tudo o que nele está implicito

Sonia Schmorantz disse...

Que lindo lugar! Temos aqui pertinho uma praia que tem uma paisagem muito parecida com a tua Gaia.
Um lindo final de semana, com esta brisa amena que torna eterno o acontecer...
beijos